Buscar
  • Albertina Camilo

Vereadora Ana Rita pede que Prefeitura de Joinville dobre o número de fichas para castração de cães


A superpopulação de animais nas ruas de Joinville se tornou um grave problema de saúde pública. O número de “descarte” de cães e gatos, principalmente, não para de aumentar, mesmo com as ações das muitas entidades de proteção animal existentes na cidade. Isso acontece porque, na visão da Frente de Ação pelos Direitos Animais, há dez anos em atividades, e da vereadora Ana Rita Negrini Hermes, o abandono é o ponto final de um problema que começa pela não castração.

O município já se responsabiliza por cerca de seis mil castrações anuais, garantidas pelo Centro de Bem-Estar Animal (CBEA) em clínicas conveniadas. Mas não são suficientes, afirma Ana Rita. Por isso, nesta semana ela entregou um ofício ao prefeito Udo Döhler e à Secretaria de Meio Ambiente (Sama) solicitando que a Prefeitura dobre o número de castrações disponibilizadas para a proteção animal de Joinville. Ana Rita também defende a realização de uma campanha mais forte contra o abandono de animais.

“O que temos hoje é insuficiente para os cerca de 260 mil animais existentes na cidade. Desse total, pelo menos 20% deles (52 mil) estão nas ruas. Esses animais são os semi-domiciliados ou abandonados, que perambulam por Joinville e se reproduzem desenfreadamente”, justifica Ana Rita.

Perigo nas ruas

Animais soltos nas ruas, em especial os cães, além de se procriarem livremente, causam outros problemas. Tanto que, recentemente, até os Correios chegaram a suspender a entrega de correspondência em algumas vias. Em relação aos gatos, estão se formando colônias em vários espaços da cidade, como hospitais, hotéis, empresas, escolas e faculdades.

No documento entregue ao prefeito e à Sama, a vereadora lembrou que o artigo 225 da Constituição Federal prevê que o tutor é o principal responsável pelo animal, “porém, sem a sua identificação, a obrigação com os cuidados recai sobre o Estado”.

Hoje, segundo ela, a proteção animal, usando recursos próprios, tem assumido a maior parte da obrigação do Estado. “O resultado é o aumento de acumuladores de animais, o que coloca em risco a saúde física e mental de cuidadores, de vizinhos e de protetores de animais”, alertou.

Para a vereadora Ana Rita, é necessária uma ação urgente da Prefeitura para que essa situação não se agrave ainda mais.

O prefeito Udo Döhler pediu alguns dias para analisar a solicitação de Ana Rita e dar uma resposta.

No ofício, Ana Rita coloca a sua solicitação em detalhes:

Objetivo geral

Liberação de verba para castração de cães e gatos no município de Joinville.

Objetivos específicos

Disponibilizar uma verba específica para castrações de colônias de gatos em hospitais, escolas, faculdades e empresas.

Realizar mutirões de castração em bairros.

Promover mais campanhas contra o abandono de animais.

Firmar parceria com a proteção animal para realização dessas ações.

A vereadora também apontou os problemas causados por animais soltos nas ruas, principalmente cães e gatos:

1- Correios deixaram de entregar correspondências em determinadas ruas de Joinville devido à grande quantidade de cães soltos e abandonados. Muitos deles já foram atacados. Para preservar a saúde dos funcionários, foi necessário tomar essa medida.

2- Garis e entregadores de panfletos e funcionários da Águas de Joinville que precisam fazer a leitura nos medidores também estão sofrendo ataques de cães soltos e abandonados nas ruas.

3- Cães soltos e abandonados ocupam lugares públicos, como terminais de ônibus, causando um grande transtorno aos usuários, que podem sofrer ataques, ter sua comida roubada, pisar em urina e fezes, podendo até mesmo contrair alguma doença, principalmente as crianças.

4- Outros lugares públicos ocupados por animais soltos e abandonados são praças, matas, terrenos baldios e calçadas, com riscos à população, pois podem causar acidentes no trânsito, zoonoses e ataques.

5- O 190 têm registrado um grande número de emergências envolvendo animais, desde situação de abandono e maus-tratos até acidentes no trânsito, principalmente envolvendo motociclistas.

6- O Hospital São José e os postos de saúde também têm registrado um aumento na demanda de pacientes vítimas de animais nas ruas, principalmente de ataques e acidentes no trânsito causados por cães e cavalos na pista.

7- Colônias de gatos ferais estão tomando conta de vários lugares da cidade, como hospitais, hotéis, empresas, escolas e faculdades. Devido à rápida multiplicação dos felinos (eles procriam de três a quatro vezes por ano) e também devido ao fato de as pessoas lidarem com o problema retirando as colônias do local, Joinville está lidando com uma grande proliferação de gatos. Ao retirar uma colônia de gatos, uma nova se forma rapidamente no mesmo lugar.

#causaanimal #anaritavereadora #anaritanegrinihermes #castração #Joinville #prefeito

159 visualizações

NOSSA MISSÃO

LINKS

Como vereadora eleita pela causa animal, minha missão é garantir que os direitos animais e os direitos humanos sejam respeitados, sem que um se sobreponha ao outro.

 

E, desta forma, promover e incentivar uma sociedade mais justa para todos, ecologicamente equilibrada e que respeite todas as formas de vida.

Home

Biografia

Atuação

Blog

Contato

FALE CONOSCO

Câmara de Vereadores de Joinville

Av. Hermann August Lepper, 1.100

Joinville - Santa Catarina

Gabinete

(47) 2101-3211

(47) 2101-3206