Buscar
  • Albertina Camilo

Erasmo, o cachorrinho que conquistou corações em São Paulo, chega a Joinville


Erasmo é um cachorro vira-latinha que tem um sonho: reencontrar sua mãe. As peripécias deste filhotinho curioso e alegre, que se encanta com tudo e todos à sua volta, foram contadas a princípio no Facebook pelo seu tutor, Robson Cuer.

Diante da grande repercussão, principalmente entre as crianças, as historietas se transformaram no livro “O Diário do Erasmo”. Em junho, esta obra produzida em São Paulo chegou a Joinville, na 16ª Feira do Livro, realizada de 7 a 16 de junho, no Centreventos. E virou a estrela principal do bate-papo que Robson Cuer realizou com a vereadora Ana Rita Negrini Hermes, que tem como bandeira a causa animal, e a presidente da Frada – Frente de Ação pelos Direitos Animais, Liliane Lovato.

O encontro ocorreu na manhã de um domingo, dia 9 de junho, no palco principal do evento. Foi uma conversa leve, em que Robson falou sobre a adoção de Erasmo e a criação do livro. Ana Rita e Liliane destacaram o trabalho que fazem em Joinville em defesa dos animais, principalmente de conscientização.

Robson Cuer apresentou sua criação “O Diário do Erasmo” na Feira do Livro de Joinville, com debate entre a vereadora Ana Rita e a presidente da Frada, Liliane Lovato Fotos: Divulgação

Incentivo de professora e alunos

Robson contou que o livro nasceu a partir de pequenas histórias que escrevia no Face sobre o dia a dia de Erasmo, recém-adotado. Os relatos conquistaram crianças e adultos, em especial os alunos de uma escola pública de São Paulo. O incentivo dos leitores online levou ao O Diário do Erasmo”, de 170 páginas e lançado em 2015 na Bienal do Livro de SP pela Editora Coerência.

“Uma professora da rede pública de São Paulo começou a ler as pequenas histórias do Erasmo para seus alunos, que passaram a se sair melhor nas aulas de língua portuguesa. Em pouco tempo, centenas de crianças começaram a interagir e impulsionaram que a história virasse um livro, dois anos depois”, lembra o autor.

A obra já está na segunda edição, e Robson Cuer finaliza o Diário 2, agora com relatos de Erasmo jovem. “Na nova aventura do Erasmo, ele conhece as diferenças. Este livro tem o título de ‘Os Diferentes’. Num momento de tanta intolerância, se faz necessário introduzir o diálogo aos jovens”, afirma o escritor.

Descartados como lixo

No bate-papo com o autor na Feira do Livro, a vereadora Ana Rita destacou a necessidade de todos estarem unidos na defesa do planeta. “Animais, nós e a natureza somos uma coisa só. Precisamos um proteger o outro”, defende.

A presidente da Frada lamenta a forma como muitas pessoas tratam os animais. “A maioria que está nas feiras de adoções foi descartada como lixo, abandonada em caixas. Nem todos têm a sorte de encontrar um lar”, diz Liliane Lovato.

Robson lembra que Erasmo foi encontrado no lixo, em uma caixa, com dois irmãozinhos. O funcionário estava colocando a caixa no triturador quando viu os filhotinhos e os deixou em um pet shop nas proximidades. O escritor adotou um deles, a quem deu o nome de seu cantor preferido.

“Muitos acham que animal é brinquedo. Postam fotos no Face e no Instagram... Mas quando chegam as férias, jogam o cachorro pra fora de suas vidas e vão viajar. Saber que pessoas jogam cachorros no lixo é assustador”, diz Robson.

Castração

Ana Rita explica que ela e a Frada trabalham muito a importância da castração. “Quando a gente acha um animal na rua está encontrando o fim do problema. Temos de atacar o começo, quando o animal nasce. Por isso devemos castrá-los. Não só os vira-latas, mas também os de raça. Muitas vezes a pessoa que compra o animal acha que ele é um objeto e pode fazer o que bem quiser. O filhotinho lindo começa a crescer e vai roendo o sofá, os sapatos, faz cocô, faz xixi onde não deveria. Essas pessoas não gostam e passam o bichinho para outras pessoas, que muitas vezes não têm condições de cuidar. O resultado é o abandono”, relata.

Para o escritor, este é um problema difícil de solucionar, mas dá para amenizar. “É uma questão de consciência muito forte”. Ana Rita lembra que a Frada foi criada por ela, dez anos atrás, para atuar fortemente na conscientização. A entidade já realizou mais de uma centena de palestras, principalmente em escolas.

É um trabalho que não tem data para terminar.

#Frada #livro #FeiradoLivro #anaritavereadora #conscientização #cães

71 visualizações

NOSSA MISSÃO

LINKS

Como vereadora eleita pela causa animal, minha missão é garantir que os direitos animais e os direitos humanos sejam respeitados, sem que um se sobreponha ao outro.

 

E, desta forma, promover e incentivar uma sociedade mais justa para todos, ecologicamente equilibrada e que respeite todas as formas de vida.

Home

Biografia

Atuação

Blog

Contato

FALE CONOSCO

Câmara de Vereadores de Joinville

Av. Hermann August Lepper, 1.100

Joinville - Santa Catarina

Gabinete

(47) 2101-3211

(47) 2101-3206