Buscar
  • Albertina Camilo

Frada fiscaliza, faz exigências e consegue mudanças históricas na estrutura de eventos tradicionali


Em Joinville (SC) e região, um entendimento até então considerado improvável entre defensores de animais e promotores de eventos tradicionalistas se concretizou. O caminho até aqui foi de diálogos intensos e de muitas adequações envolvendo voluntários da Frente de Ação pelos Direitos Animais (Frada) e os proprietários da Fazenda Evaristo, de Rio Negrinho, e do Rancho Timbé, de Joinville.

A nova dinâmica começou a ser construída em 2018, quando a Frada contestou nas redes sociais o fato de uma instituição de ensino participar do 38º Rodeio Nacional CTG Amor & Tradição na Fazenda Evaristo, em Rio Negrinho. A entidade foi então convidada a visitar o estande para verificar se ocorreriam maus-tratos às cobras que seriam manipuladas nos quatro dias de atividades por alunos, professores e visitantes.

Além de considerarem essa prática uma crueldade, os voluntários da Frada constataram violência contra outros animais do evento. Desde a exposição de pássaros em gaiolas pequenas ao lado de caixas de som alto até o passeio com pôneis (no terceiro dia do evento, estes animais estavam mancando devido à grande quantidade de crianças de tamanhos e pesos variados que tinham de carregar).

"Mas a pior constatação de maus-tratos foi publicada na página da Frada no mesmo dia: um vídeo mostrando adolescentes agredindo bois confinados em bretes. O vídeo causou comoção e indignação, além de ter sido encaminhado ao Ministério Público de Rio Negrinho. Devido à repercussão, no dia seguinte os agressores foram afastados e os bois passaram a ser manejados ao som de chocalhos", relata a presidente da Frada, Liliane Lovato.

Frada fiscaliza, faz exigências e consegue mudanças históricas na estrutura de eventos tradicionalistas em Joinville e região

A aproximação

Na semana seguinte ao evento de Rio Negrinho, Gilson Pedro Stoeberl, da Fazenda Evaristo, e Junior Duarte, do Rancho Timbé, de Joinville, agendaram uma reunião com a vereadora Ana Rita e os voluntários da Frada.

Vídeos e fotos dos maus-tratos verificados em Rio Negrinho foram mostrados a Gilson e Junior, que decidiram seguir as orientações da vereadora Ana Rita e da entidade nas edições seguintes. "Devido a experiências anteriores, essa mudança parecia pouco provável no mundo dos eventos tradicionalistas, mas cerca de um mês depois Junior Duarte nos convidou para conferirmos as modificações na cancha de provas do Rancho Timbé", lembra Liliane.

Ela constatou que o manejo dos bois passou a ser feito sem a necessidade de agredi-los. Que os passeios com pôneis, a exposição de pássaros e as provas de gineteada tinham sido banidos. Mas em setembro de 2018, em evento no Rancho Timbé, a Frada ainda flagrou dois adultos e algumas crianças maltratando bois. "Ao ser comunicado desses fatos, o organizador do evento tomou as medidas necessárias imediatamente", acrescenta Liliane.

Em 2019

Em abril deste ano, o organizador do evento de Rio Negrinho, Gilson Evaristo, convidou a Frada para fiscalizar as atividades. Liliane e outros voluntários da entidade constataram que as modificações para preservar a integridade física dos bois foram expressivas.

"A começar pelas mangueiras com espaço para os animais descansarem em pé ou deitados, com água à vontade, além de uma tela de sombreamento, que mantém o local resfriado e permite a entrada de luz solar, umidade e ar necessário", enumera a presidente da Frada.

Outro ponto positivo é que o manejo dos bois foi realizado por maiores de idade uniformizados, ao som de chocalhos. "Desta vez não presenciamos pessoas agredindo animais. O Gilson também baniu a exposição de pássaros, a manipulação de cobras e os passeios com pôneis".

Tradição muito forte

O evento realizado na Fazenda Evaristo foi repleto de atrações e atividades para adultos e crianças. Havia estandes de comidas, bebidas e trajes típicos, os visitantes podiam acampar nos arredores da fazenda e as crianças jogar futebol, vôlei e pebolim humano. A programação também incluiu atrações musicais, concursos de poesia e de dança, entre outras atividades.

Liliane destaca que a Frada é contrária ao uso de animais para divertimento, mas reconhece que esse tipo de evento faz parte de uma tradição arraigada. Segundo ela, as mudanças só serão obtidas com a vigilância e a denúncia da própria sociedade, a atuação firme na aplicação da legislação pelas autoridades responsáveis e a fiscalização permanente dos ativistas e entidades de defesa dos direitos dos animais.

"Em contrapartida, os organizadores devem ter a exata noção de suas enormes responsabilidades para com as vidas envolvidas, o que exige o cumprimento à risca da legislação para garantir a segurança dos humanos e preservar a integridade física e psicológica dos animais", diz Liliane. Ela também considera uma grande evolução o fato de dois dos mais conceituados organizadores de eventos tradicionalistas de Santa Catarina terem decidido acatar as orientações e a fiscalização da proteção animal.

Mesmo com o que considera um grande avanço para a causa animal, a presidente da Frada garante que a entidade se manterá atenta e focada no seu objetivo maior, que é o de conscientização. "A primeira transformação é de ponto de vista, já que tudo fica diferente se observado por outro ângulo. E a partir de mudanças significativas como essas, esperamos que as pessoas comecem a tratar os animais com mais dignidade e não apenas por sua utilidade ou capacidade de servir aos humanos", conclui Liliana Lovato.

#Frada #causaanimal #evento #mudanças #RanchoTimbé #CTG #anaritavereadora #bois

94 visualizações

NOSSA MISSÃO

LINKS

Como vereadora eleita pela causa animal, minha missão é garantir que os direitos animais e os direitos humanos sejam respeitados, sem que um se sobreponha ao outro.

 

E, desta forma, promover e incentivar uma sociedade mais justa para todos, ecologicamente equilibrada e que respeite todas as formas de vida.

Home

Biografia

Atuação

Blog

Contato

FALE CONOSCO

Câmara de Vereadores de Joinville

Av. Hermann August Lepper, 1.100

Joinville - Santa Catarina

Gabinete

(47) 2101-3211

(47) 2101-3206