Buscar
  • Albertina Camilo

Casos envolvendo acumuladores de animais terão protocolo de atendimento


No dia 28 março, em uma casa localizada no bairro Vila Nova, ação com a presença da Frente de Ação pela Defesa Animal (Frada), do Centro de Bem-Estar Animal (CBEA), da Vigilância Ambiental, de agentes comunitários de saúde e da ONG Patudos da Rua trouxe à tona uma triste realidade de Joinville: a de acumuladores de animais. O local estava abarrotado de cães, gatos, galinhas e coelhos esfomeados, trancados, acorrentados e doentes, inadequado também para os seres humanos.

Reunião para pensar em ações conjuntas em casos envolvendo acumuladores de animais foi realizada no dia 4 de abril, no gabinete de Ana Rita

Horas depois, ainda chocada com a situação, a vereadora Ana Rita Negrini Hermes decidiu liderar um movimento para a criação de uma equipe multidisciplinar para agir em casos assim. A primeira reunião ocorreu na tarde do dia 4 de abril, no gabinete da vereadora, com a participação de Ana Rita; da presidente da Frada, Liliane Lovato; Fábio Luiz Oliveira, da Secretaria de Assistência Social; Fernando W. Rothbarth, da Secretaria de Meio Ambiente/ CBEA; Henrique Ludwigo Deckmann, da Vigilância em Saúde; Nicoli dos Anjos, da Vigilância Ambiental; Valdecir Marcos Moraes, da Sama; e Wagner Ferreira de Oliveira, secretário da Assistência Social.

Os participantes concordaram em criar um protocolo de atendimento em casos que envolvam acumuladores. Quando um esboço do documento estiver pronto, uma nova reunião será agendada. Entidades da causa animal serão convidadas a participar.

Abandono e acumuladores

Casa no bairro Vila Nova estava tinha cães, gatos, galinhas e coelhos esfomeados, trancados, acorrentados e doentes. O local também é inadequado para os seres humanos

Na casa do bairro Vila Nova, em meio às fezes, havia 21 cães, oito gatos, dois coelhos e galinhas. Uma parte foi resgatada no mesmo dia e levada para o Centro de Bem-Estar Animal (CBEA). Depois de tratados, foram encaminhados para lares temporários. Um dos coelhos acabou morrendo em decorrência dos maus-tratos. O resgate ainda não foi finalizado, principalmente por falta de espaço para atendimento.

Em dez anos de atividades, a Frada testemunhou o aumento do abandono de cães, gatos, cavalos e outros animais em Joinville. O problema se tornou tão grave que já é considerado de saúde pública. “A falta de conscientização das pessoas, que adquirem animais sem planejamento e os abandonam quando ocorre qualquer alteração na vida, como mudança de imóvel, gravidez, separação e até mesmo viagens; as ações mínimas de controle populacional; a não criminalização do abandono; e a falta de recursos para ações efetivas de atendimento às denúncias só fazem agravar a situação”, afirma Liliane.

O constante abandono de animais em todas as regiões da cidade fez surgir a figura do acumulador, sendo a grande maioria mulheres. “As protetoras independentes acabaram formando miniabrigos de cães e gatos em suas casas”, relata a presidente da Frada. Mas a boa intenção acabou se virando também contra elas, com uma bola de neve de problemas que vão além dos animais.

Caminho para a solução

A falta de uma equipe multidisciplinar para atuar em casos como o do Vila Nova é o principal entrave de órgãos públicos e entidades envolvidas com a causa animal, explicam Ana Rita e Liliane Lovato. A união de esforços entre poder público e ONGs, com a criação de um protocolo de atendimento, pode ser o caminho para a solução.

Ana Rita lembra que a Lei Complementar 360, que regulamenta as ações de proteção animal em Joinville, no artigo 10º, prevê “que o município de Joinville deve manter ações permanentes de proteção animal, através de cadastramento, controle da população animal e ações educativas para a posse responsável, atuando em conjunto e harmonia com as autoridades públicas em geral, as ONGs de bem-estar animal e os protetores de animais”.

#acumuladores #protocolo #anaritavereadora #causaanimal #maustratos #CBEA #Frada

49 visualizações

NOSSA MISSÃO

LINKS

Como vereadora eleita pela causa animal, minha missão é garantir que os direitos animais e os direitos humanos sejam respeitados, sem que um se sobreponha ao outro.

 

E, desta forma, promover e incentivar uma sociedade mais justa para todos, ecologicamente equilibrada e que respeite todas as formas de vida.

Home

Biografia

Atuação

Blog

Contato

FALE CONOSCO

Câmara de Vereadores de Joinville

Av. Hermann August Lepper, 1.100

Joinville - Santa Catarina

Gabinete

(47) 2101-3211

(47) 2101-3206